por Europa

Viajar pela Toscana


Confira um roteiro da tradicional região italiana, inspirado no filme 'Sob o sol da Toscana'
 
Viajar pela ToscanaFilmes, músicas, literatura. O jargão de que a arte nos faz viajar muitas vezes torna-se real até mesmo num filme despretensioso, como “Sob o sol da Toscana”.

A comédia romântica que alcançou relativo sucesso é uma boa ideia para quem quer sentir um pouco do clima da Itália e conhecer uma das suas regiões mais famosas. Longe de ser uma aula de geografia ou de dar dicas sobre turismo, o longa metragem vale por seus belos cenários e locações, e inspirado nele, construímos um roteiro para você viajar pela Toscana.
 

A película relata a história fictícia da escritora e crítica literária Frances Mayes (Dayane Lane), que, após um divórcio traumático, embarca numa excursão pela região da Toscana, na Itália. Na cidade de Cortona, ela compra a charmosa Villa Bramasole e passa a viver lá, tentando curar suas feridas.
 

O melhor do filme talvez seja que ele mostra um pouco da relação entre a protagonista e o lugar em que ela decidiu viver, exibindo, ainda que muitas vezes de modo caricato, um pouco da cultura e dos costumes locais. Resultado: quem assiste acaba se apaixonando pela Toscana!
 
TOSCANA
A Toscana é uma região da Itália central, dividida em dez províncias (que equivaleriam aos nossos Estados). São elas: Firenze (capital), Siena, Arezzo, Grosseto, Lucca, Pisa, Livorno, Pistoia, Prato e Massa Carrara.
 
Agraciada pela natureza, a região produz os melhores azeites do país, além dos famosos vinhos Brunello, Chianti e Montepulciano. Ela também é referência quando o assunto é arte e cultura: Florença foi o berço do Renascimento, onde Michelangelo e Leonardo da Vinci desenvolveram sua arte.
 
Viajar pela ToscanaO povo toscano, de origem etrusca, se orgulha muito de sua terra, por isso a população é majoritária e apaixonadamente campestre. Seu passado de batalhas políticas e de conflitos medievais se reflete hoje nos pomposos festivais folclóricos da região, como no Palio de Siena, Giocco del Ponte de Pisa e Calcio Fiorentino. Há uma cena interessante no filme, que retrata esta realidade através de uma festa tradicional onde ocorre uma batalha de bandeiras.
 
O melhor para o turista que quer explorar a região é alugar um carro. Uma ‘slow trip’ é a melhor forma de curtir a Toscana.
 
Indo de carro, o ideal é estabelecer, no mínimo, duas bases de hospedagem: Florença e Siena. Florença porque é o ponto de partida e Siena porque é central. O roteiro que propomos é Florença, Lucca, Pisa, Volterra, San Gimignano, Siena, Montalcino, Montepulciano e Cortona.

Gosta da Europa? Veja aqui nosso roteiro de 5 dias em Paris (Parte 1)
 
FLORENÇA E PISA
Viajar pela ToscanaEm Florença, são necessários, pelo menos, três dias para explorar somente a capital e conferir as principais atrações, como o ‘Duomo’ e a ‘Piazza della Signoria’, com suas esculturas. Há ainda o ‘Palazzo Vecchio’ e a famosa ‘Galeria Uffizi’, onde estão os originais de “A Sagrada Família”, de Michelangelo, e “O Nascimento de Vênus”, de Botticelli. Mas ainda tem mais pontos para admirar: a ‘Ponte Vecchio’, o ‘Palazzo Pitti’ e o ‘Jardm Boboli’, além da Piazalle Michelangelo e belíssima Basílica de San Lourenço.
Viajar pela Toscana
De Florença dá para ir para Lucca e Pisa num só dia, mas recomendamos que aproveite, ao menos um dia, em Lucca - durma lá antes de partir para Volterra, cidade medieval que ficou ainda mais famosa após o segundo filme da saga Crepúsculo (Eclipse) - a pequena cidade ganhou a fama sem ter uma cena sequer gravada lá, pois todas foram filmadas em Montepulciano.
 
Volterra e San Gimignano estão a dez quilômetros uma da outra. O ideal é dormir um dia em San Gimignano para poder explorar a cidade, que é famosa por suas altas torres.

Curte a Europa? Confira nosso roteiro de 5 dias em Paris (Parte 2)
 
Siena
Viajar pela Toscana
Reserve o dia seguinte todo para Siena, que fica a 40 km de San Gimignano. Visite a ‘Piazza Del Campo’ e seu impressionante Duomo. Se você for amante de vinhos, separe um dia para percorrer a Via Chiantigiana (pequeno trecho da estrada SS 222, que liga Siena a Florença) e conhecer os vinhedos produtores do famoso vinho Chianti. Imperdível!
 
Voltando a Siena, siga para Montepulciano – terra de outro vinho simples e famoso -, podendo estabelecer aqui a sua base de hospedagem para conhecer Montalcino e Cortona.

Tá planejando sua viagem à Europa e quer passar 5 dias em Paris? Confira aqui nosso roteiro (Parte Final)
 
CORTONA
A cidade medieval de Cortona já não é mais a mesma depois do filme “Sob o Sol da Toscana”, se transformando em parada praticamente obrigatória para aqueles que procuram desbravar a província de Arezzo.
 
Entender a lógica da cidade não é difícil: basta se guiar pela Via Nazionale, rua principal, que divide Cortona ao meio. Ao final dessa rua, está a nossa primeira parada: a bela Piazza della Republica, onde foram gravadas várias cenas do filme. Tão charmosa, que dá vontade de sentar nas escadarias e ver a vida passar...
Viajar pela Toscana

À esquerda dela está a ‘Piazza Signorelli’, onde se pode tomar um café ou comer uma tradiconal pasta tranquilamente, saboreando um vinho regional. Ainda na praça, há o ‘Teatro Signorelli’, projetado em estilo neoclássico, e que há um século e meio em atividade, conta com vasta programação - além de funcionar como um cinema.
 
Outro local marcante é a ‘Piazza Garibaldi’, (onde foi filmada a cena da procissão, no filme). Para chegar a esta praça basta descer a Via Nazionale. A Piazza Garibaldi tem um mirante onde podem ser avistados os vastos campos verdes da Toscana. Uma vista deslumbrante e que rende muitas fotos.
 
A estrela principal do filme, ao lado da protagonista, é a Villa Bramasole, residência da escritora Frances Mayes na Toscana. Curioso é que as cenas do interior da casa não foram gravadas nesta, mas em outra Vila: a Villa Laura, que, inclusive, está disponível para hospedagem no http://www.villa-laura.eu/.

Viajar pela Toscana
 
SEM CARRO
É posível viajar pela Toscana mesmo que você não esteja de carro. Se esta for a sua opção, indicamos que estabeleça base em Florença, porque de lá é possível ir de trem ou de ônibus para as principais cidades toscanas.
 
Pisa e Lucca estão a uma hora de trem de Florença. Você tem duas opções: pode pegar um trem até a Estação Pisa Centrale e de lá caminhar meia hora até a Torre de Pisa ou pode pegar o trem regional, com viagem mais demorada (de uma hora e meia), descendo na Estação Pisa San Rossore, mas em compensação você estará a cinco minutos a pé da Torre.
 
É possível ir de Florença a Siena de ônibus, a viagem dura uma hora e quinze minutos. Já Sam Gimignano está a uma hora e meia de Florença. Indo de trem, você desce em Poggibonsi, e pega um táxi ou ônibus para Sam Gimignano.
 
Para chegar a Cortona, partindo de Florença, basta pegar o trem e descer na Estação Camucia e de lá pegar um táxi ou ônibus até a pequena Cortona (uma hora e meia de viagem). Vale lembrar que Arezzo está a 20 minutos de trem de Camucia e você pode comprar o bilhete conjugado para conhecer as duas cidades.
 
Por fim, indicamos também uma visita a Assis, cidade de São Francisco. Quem é católico e já foi garante: Assis tem uma vibração diferente e é uma cidade especial. Fica a duas horas e meia de trem partindo de Florença.

Fotos: Divulgação


Abaixo, segue um mapa para você se situar:
Viajar pela Toscana
 
#Toscana #Itália #Europa


Deixe um comentário