Turismo em Lisboa - Parte II

Continuando o nosso roteiro de 3 dias pela capital portuguesa, conheça o auge do estilo manuelino em Belém e a moderna Lisboa no Parque das Nações.

Turismo em Lisboa - Parte II

Torre de Belém (Foto: Max Augusto)

Para conferir o primeiro dia deste roteiro, clique aqui!

DIA 02 – BELÉM

 
Para chegar a Belém, vá sem pressa e embarque no moderno Eléctrico 15E. Aprecie a vista, passe por baixo da Ponte 25 de abril, que cruza o Tejo, e desça na parada Belém-Jerónimos.

Mosteiro dos Jerônimos (Foto: Max Augusto)
 
Turismo em Lisboa - Parte IIAo sair do bonde, você já estará em frente à primeira atração do dia: o Mosteiro dos Jerônimos, a construção religiosa mais incrível de Lisboa – um dos mosteiros mais bonitos da Europa.


As fachadas, talhadas em calcário de lióz, revelam o apogeu do estilo manuelino nesta grandiosa obra.
 

Impossível não se deslumbrar com a suntuosidade deste templo, as naves, as colunas, as fachadas, os altares, capelas e túmulos, tudo parece ter sido construído de forma detalhada por um artesão exigente, que talhou pedra por pedra até chegar a este resultado que vemos ainda hoje.


Uma vez dentro do templo, não se limite à igreja, visite o claustro para contemplar a beleza de seu jardim por alguns minutos e sentir um pouco a paz do monastério.
 

Além da beleza e grandiosidade do mosteiro, vale ressaltar que alguns portugueses ilustres foram sepultados por lá, a exemplo de Vasco da Gama e Camões, que não poderiam ter descansado em lugar melhor: à beira do rio Tejo, que tanto inspirou navegadores e poetas.

Turismo em Lisboa - Parte II
 

Claustro Mosteiro dos Jerônimos (Foto: Max Augusto)

Jardim e Padrão

Em frente ao Mosteiro dos Jerônimos está o Padrão dos Descobrimentos, separados pelo Jardim de Belém. Ao atravessar esta praça, não deixe de apreciá-la, é um local aprazível, que rende boas fotos - e ainda dá para descansar um pouco as pernas.
 

O Padrão dos Descobrimentos, monumento em formato de caravela que está quase a navegar sobre o Tejo, rende homenagens às conquistas marítimas portuguesas e seus principais navegadores, dentre eles Pedro Álvares Cabral, Vasco da Gama e Fernão de Magalhães.
 
Turismo em Lisboa - Parte II
Vista do Padrão dos Descobrimentos (Foto: Max Augusto)

O que poucos sabem é que o monumento serve também como um mirante e oferece uma bela vista do Tejo, de toda a região de Belém e da rosa-dos-ventos desenhada no calçadão. Vale a pena subir!

Torre de Belém (Foto: Max Augusto)
Turismo em Lisboa - Parte IISaindo do Padrão dos Descobrimentos ande sem compromisso pelas margens do rio Tejo até chegar à Torre de Belém, fortaleza construída no Reinado de D. Manuel I e que foi progressivamente abraçada pelas águas do rio. O local pode ser visitado. Além das informações históricas, é muito interessante conferir o interior da construção medieval.
 

Pastel de BelémTurismo em Lisboa - Parte II

Depois de tanto andar, volte ao ponto em que começamos o nosso roteiro para provar o delicioso pastel de nata na confeitaria “Pastéis de Belém”.
 

Aqui no Brasil chamamos qualquer ‘pastel de nata’ de Pastel de Belém, mas em Portugal isso é um pecado! De Belém é aquele que se vende especificamente nesta confeitaria, que produz o doce desde 1837 e mantém a receita em segredo até hoje.
 

Pode parecer clichê, mas o Pastel de Belém é mais gostoso que qualquer outro pastel de nata que você comeu ou comerá em sua vida pelo simples fato de não ser enjoativo e não ter aquele ‘gosto de ovo’.


Além de degustar o doce, você poderá conhecer as etapas de produção. Polvilhe canela por cima, peça um café com leite para acompanhar.

Na foto: Manufatura do Pastel de Belém (Foto: Max Augusto)

Outros pontos de interesse em Belém: Museu Nacional dos Coches, considerada a mais notável coleção de carruagens do mundo, além de estar situada num belíssimo prédio, e o Palácio Nacional Dajuda, residência da família real portuguesa no Reinado de Dom Luís I.
 

O Bacalhau
Reserve esta noite para provar a mais notável iguaria da gastronomia portuguesa: o bacalhau. Indicamos o Restaurante “Casa da Mó”, que fica na Rua da Madalena, bem próximo à Praça da Figueira.
 

O atendimento é excelente, o garçom (que mais parece um maitre) recomenda o prato, explica o seu preparo e ainda indica o melhor vinho para harmonização. Saboreamos a receita mais tradicional, o bacalhau a lagareiro, assado e regado constantemente com o azeite de oliva.
 

Não há melhor forma de encerrar um dia de caminhada em Lisboa...

Planejando uma viagem à Europa? Clique aqui e confira todos os nossos posts sobre o Velho Continente.

Arte de rua no Parque das Nações (Foto: Luciana Araújo)

Turismo em Lisboa - Parte IIDIA 03 – PARQUE DAS NAÇÕES

 

Após conhecer o passado lisboeta, chegou a hora de contemplar o presente e o futuro, partindo para o Parque das Nações, bairro moderno que serviu de cenário para a Exposição Mundial de 1998.


Aqui está a outra face da capital portuguesa. Para quem gosta de jogos, há um grande cassino por lá.
 

Para chegar a esta freguesia (como são denominados os bairros portugueses), pegue a linha vermelha do metrô e desça na Estação Oriente.
 

Saia da estação Gare do Oriente e se impressione com a sua arquitetura futurista em aço e vidro.
 

Turismo em Lisboa - Parte II
Gare do Oriente (Foto: Luciana Araújo)

Caminhe tranquilamente pelas ruas projetadas desse bairro em direção ao Tejo para chegar no impressionante Oceanário de Lisboa. Os aquários são imensos e de tão altos dão a impressão de estar realmente no fundo do mar, sendo um passeio que encanta a adultos e crianças.
 

Turismo em Lisboa - Parte II
Peixe palhaço no Oceanário de Lisboa (Foto: Max Augusto)

Saindo do Oceanário, desça margeando o rio em direção ao Passeio Neptuno para pegar o Teleférico do Parque das Nações - e curta estar entre o céu e o Tejo. Preço: 3,95 euros (somente ida). Descendo do teleférico, finalize o passeio no Shopping Vasco da Gama.
 

Para se despedir de Lisboa que tal uns drinks no Hard Rock Café? Além de um menu que não decepciona os aficcionados em hamburgers, o Hard Rock possui as paredes de seus dois andares repletos de relíquias do rock’n’roll, como guitarras, roupas e objetos de grandes ídolos.

LINKS IMPORTANTES

 
Oceanário de Lisboa
Horário de Funcionamento: Diariamente, das 10:00 às 20:00 (verão) e das 10:00 às 19:00 (inverno).
Entrada: 17 euros (adultos)
 
Mosteiros dos Jerônimos
Horário de Funcionamento: Terça – Domingo, das 10:00 às 17:30 (outubro-abril) e das 10:00 às 18:30 (maio-setembro). Fechado às segundas-feiras.
Entrada: 10 euros (Entrada gratuita no primeiro domingo de cada mês)
 
Padrão dos Descobrimentos
Horário de Funcionamento: Diariamente, das 10:00 às 18:00 (outubro-fevereiro) e das 10:00 às 19:00 (março-setembro).
Entrada: 4 euros

Torre de Belém
Horário de Funcionamento: Terça – Domingo, das 10:00 às 17:30 (outubro-abril) e das 10:00 às 18:30 (maio-setembro). Fechado às segundas-feiras.
Entrada: 6 euros (Entrada gratuita no primeiro domingo de cada mês)
 
#Lisboa #Portugal #Europa


Deixe um comentário